Pesquisa

Carregando...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Química orgânica e cotidiano

A química orgânica exerce grande participação no nosso cotidiano. Grande parte dos compostos produzidos em nosso corpo são orgânicos por exemplo a uréia e a glicose. Não apenas em nós, como também em todos os seres vivos, sejam eles vegetais ou animais.


Também a encontramos como combustível, na produção de tinta e sabões, até mesmo na criação de um novo composto que pode ser usado para salvar vidas.


produtos essenciais para a vida são orgânicos, por isso existem tantos diferentes compostos alem do ar que respiramos (O2) e da água que constitui 80% do nosso corpo, há um átomo que é fundamental: o Carbono. E é dos compostos desse elemento que a química orgânica vai tratar. 
* E se o petróleo acabar, no que isso nos afetaria ?

Para refletirmos sobre como o nosso cotidiano será afetado, primeiramente é necessário conhecermos um pouco desse produto. o que é o petróleo?

É uma mistura de vários compostos orgânicos, principalmente daqueles formados apenas por Carbono e Hidrogênio (hidrocarbonetos). Podemos encontrar tanto na terra como no mar em grandes profundidades, junto com águas salgadas. As principais áreas produtoras de petróleos são:

DERIVADOS DO PETRÓLEO    em % por barril
GLP (gás liquefeito do petróleo)    7,5%
Gasolina    16,2 %
Diesel    33,9%
Querosene    5%
Óleo combustível    16,5%
Asfalto    1,8%
Lubrificantes    1,2%
Naftas    11,2%
Diversos    6,7%
Fonte: Petrobrás - 1998

São obtidos através da destilação fracionada.
- são utilizados como combustível :
• Gasolina
• Querosene
• Gás natural
• Diesel
• GLP (Gás Liquefeito do Petróleo)
- Asfalto (piche)
- Goma Arábica (encontrada nos chicletes)
- Plásticos
- Vela
- Cera

Como toda a fonte não-renovável, o petróleo um dia vai acabar. Em 1970, previa-se o fim do petróleo em 2000, o que não aconteceu, mas isso não é motivo para nos tranqüilizar.

Já foram previstas várias outras fontes energéticas, tais como:

* GNV (gás natural veicular): como o petróleo, essa fonte também vai acabar, mas vai demorar um pouco mais para que isso aconteça.

Vantagens: é econômico e menos poluente. Desvantagens: diminui o potencial do motor.

Álcool: o mesmo usado em bebidas alcoólicas, o ETANOL, já está sendo utilizado em alguns carros.

Vantagens: é renovável, por originar da cana-de-açúcar, e é mais econômico.

Desvantagens: utiliza-se grandes áreas para sua produção em detrimento da produção agrícola alimentícia.

* Óleo Vegetal: é um combustível que provavelmente poderia substitui o óleo diesel. Vantagens: eficiente, menos poluente e renováveis.

Desvantagens: mesmos do álcool.

Motor elétrico: foi inventado anteriormente, porém, não teve sua evolução, permanecendo apenas como carrinho nos campos de golfe.

Vantagens: silencioso, não poluente, fornecem a mesma energia não importando a que rotação trabalhe, não esquentam muito, e podem ser feitos em tamanhos reduzidos, por exemplo, colocando uma bateria em cada roda, e assim, distribuindo melhor o peso e a tração. Sua energia pode ser reutilizada no automóvel, por exemplo, quando ele está em uma descida, o motor serve como gerador.

Desvantagens: o elevado preço das baterias.

Motores a hidrogênio: é o mais desejado pelos ambientalistas.

Vantagens: eliminam vapor de água, liberam mais energia.

Desvantagens: o processo de obtenção do H2 não é tão limpo, pois restam moléculas de carbono, e a fonte desse gás é a gasolina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário